CID-10

Categoria Tricomoníase

Código: A59

Descrição: Tricomoníase

Abreviada: A59 Tricomoniase

Grupo: Infecções de transmissão predominantemente sexual

Capítulo: Capítulo I - Algumas doenças infecciosas e parasitárias

Subcategorias

Ver Grupos do CID-10

Definição

Tricomoníase

Tricomoníase é uma infeção causada pelo parasita Trichomonas vaginalis

Cerca de 70% das mulheres e homens não manifestam sintomas quando são infetados

Nos casos em que se manifestam sintomas, geralmente só têm início de 5 a 28 dias após a exposição ao parasita

Entre os sintomas mais comuns estão prurido nos órgãos genitais, corrimento vaginal com mau odor, ardor ao urinar e dor durante as relações sexuais

A tricomoníase aumenta o risco de contrair VIH/SIDA e pode causar complicações durante a gravidez

A tricomoníase é uma infeção sexualmente transmissível (IST) que é geralmente transmitida através de sexo vaginal, oral ou anal

Pode também ser transmitida pelo contacto entre órgãos genitais

As pessoas infetadas são capazes de transmitir a doença mesmo quando não manifestam sintomas

O diagnóstico é confirmado pela detecção do parasita no corrimento vaginal através de observação ao microscópio, cultura microbiológica da vagina ou da urina, ou pela detecção do ADN do parasita

Podem ainda ser realizados exames complementares para detecção de outras IST

Entre os métodos de prevenção estão a abstinência sexual, a utilização de preservativo, evitar duches vaginais e procurar tratamento para infeções sexualmente transmissíveis antes de aceitar um novo parceiro sexual

A tricomoníase pode ser curada com antibióticos como o metronidazol ou o tinidazol

Os parceiros sexuais devem ser igualmente tratados

Cerca de 20% das pessoas contraem uma nova infeção nos três meses posteriores ao tratamento

Em 2015 ocorreram cerca de 122 milhões de novos casos de tricomoníase em todo o mundo

A doença é mais comum entre mulheres do que entre homens

O parasita Trichomonas vaginalis foi identificado pela primeira vez em 1836 pelo bacteriologista francês Alfred Donné, mas só em 1916 é que foi reconhecido como o agente causador da doença